sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Imbecis precisam de explicação, sim!

O jornalista Délio César, ex-vice-prefeito de Londrina, critica quem cobra a presença do “Movimento da Moralidade” nesta nova fase corruptiva da política londrinense, que envolve vereadores e empresários da cidade.
O Délio chama de “idiota” e “imbecil” quem pede a presença do extinto (?) movimento, e diz que tem radialista e jornalista que repetem estas “asneiras” na latinha e nos jornais.
***
Respeito o Délio, gosto dele, mas não posso concordar com a sua opinião. Desse modo, considero-me, então, um idiota e um imbecil também.
Pois bem: esse imbecil aqui acha que o Movimento da Moralidade está realmente fazendo falta em mais este momento triste e crítico da política londrinense.
***
O Délio deve ter feito parte daquele grupo (deve), e diz, em sua page (www.deliocesar.jor.br), que “o Movimento é uma mobilização da sociedade (...) Não tem político, não tem candidato e não tem satisfação a dar para qualquer imbecil. O Movimento, sem dono, de vez em quando reaparece e assim vai continuar, aberto para quem dele quiser participar”.
***
Primeiro: não existe um movimento desses sem uma orientação de cima. É utopia! Alguém está nas cabeças e orienta tudo. Na época do caso Ama-Comurb, por exemplo, o grupo surgiu, estava muito bem mobilizado e isso não acontece quando não se tem “dono” (ou uma coordenação). É impossível!! E até, no fundo no fundo, tinha um propositozinho político-partidário, nutrindo simpatias pelo PSDB e pelo PT, em menor grau.
Segundo: o Movimento da Moralidade tem que dar satisfação, sim, inclusive para imbecis, como eu. Já que este é uma “mobilização da sociedade”, então tem que dar explicações pra sociedade, ora!

Nenhum comentário: