sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Jornalistas & Políticos

Todos sabem: existem muitos políticos que usam jornalistas e muitos jornalistas que usam políticos. Tudo pela promoção pessoal.
Nos últimos tempos, por exemplo, sobressai algumas posturas de articulistas como Fábio Campana e Zé Beto.
***
São dois jornalistas conhecidos aqui no Paraná, mas que às vezes passam do ponto. Publicam informações sem checagem e nem ao menos praticam o básico, que é ouvir o outro lado da notícia.
O pior é que, saindo neles, tem jornalista que “repica” a informação em blogues “avulsos” (que não são franqueados de jornais), mantidos por profissionais independentes. Atitudes do gênero implica em prejuízos para a boa notícia.
***
Por outro lado, existem políticos, como o senador Álvaro Dias e o deputado estadual Fábio Camargo, especialistas em criar factóides, que acabam ganhando generosos espaços na mídia, especialmente na mídia eletrônica, como daqueles ali de cima. (Vale lembrar que, de um modo geral, a mídia eletrônica independente – blogues, internet, emails, etc. – ainda carecem de credibilidade pública.)
***
A relação dos profissionais de imprensa com o Poder precisa ser intensivamente policiada pela sociedade e pelos organismos competentes para não comprometer a qualidade da informação. Por outro lado, os jornalistas necessitam passar por uma auto-avaliação com regularidade, caso contrário estarão chafurdando no peleguismo. Quem não faz isso, não é jornalista de verdade, na pura acepção da palavra. Pode ter status, mas não o é.

Nenhum comentário: