quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Dois pesos, duas medidas

O Fábio Silveira, do JL e do Baixo Clero, jogou pesado hoje em cima da TV Tarobá, aqui de Londrina. O motivo foi a abertura de um novo supermercado na cidade.
***
Professor de Jornalismo, Silveira não gostou da cobertura feita pela Tarobá sobre a instalação do supermercado. A emissora, diz ele, teria dado um tom negativo na matéria porque “o mercado foi aberto sem a documentação completa, sem algum tipo de alvará, o que tornaria a obra embargada”.
***
Acontece que, como bem lembrou Fábio, um tipo de problema semelhante ocorreu alguns anos atrás com a instalação de um outro supermercado – este pertencente ao mesmo grupo empresarial que controla a Tarobá –, mas na ocasião o caso foi “estranhamente” encoberto pela emissora.
Dois pesos, duas medidas?
Veja a íntegra da nota do Fábio aqui.

7 comentários:

Diogo Hutt disse...

Olá, bo atarde. Só gostaria de lembrar que no Jornal Primeira Hora foram realizados cinco debates sobre o assunto da filial do Super Muffato da Madre Leônia. Vereadores contrários e favoráveis, sindicalistas, economistas e outras autoridades participaram. A população também participou e as opiniões favoráveis e contrárias foram publicadas.
Em relação ao Super Muffato dominar o ramo em Londrina, vale ressaltar que temos em nossa cidade redes poderosas, multinacionais, porém nem todas com o mesmo movimento de clientes. O Londrinense tem opções.
Para finalizar, tenho orgulho em ver que multinacionais, mesmo com caminhões de dinheiro, não fazem o que querem em Londrina. Fico feliz em ver que o consumidor sabe diferenciar um barracão de uma loja, que opta pelo estacionamento gratuito, que opta pelo empacotador, pela empresa com ações sociais em Londrina, pelo gerente que fica na frente da loja e não trancado em uma sala... em fim... depois falam que o Super Muffato ataca a concorrência. Prestem atenção. O negócio do Muffato é o cliente, a concorrência é um detalhe.

Boa Tarde, parabéns pelo Blog, a democracia é maravilhosa, principalmente quando exercida com inteligência e bom senso. Com muito respeito, um abraço a todos.

Sinere Pessoa disse...

Não sou a favor das multinacionais e nem do Supermuffato. São todas de fora. Acho que os Muffatos abusam e eu apóio os comerciantes daqui mesmo. Tá certo o Fábio Silveira.

Piti Neura disse...

Sr. Diogo, o jornal primeira hora passa cedinho e ninguém vê, tá todo mundo dormindo. O caso Muffato da Madre Leônia deveria passar nos horários nobres da emissora.

Diogo Hutt disse...

Olá, para finalizar o assunto.

Sinere Pessoa, obrigado por escrever. Um dos donos da empresa reside em Londrina e foi aqui onde eles começaram com as primeiras lojas. começou aqui.

Piti Neura: Em relação a audiencia do Primeira Hora, neste período ela batia a do Bom dia Brasil.

um grande abraço, vamos participar

Patrício de Cambé disse...

Não sabia que o SuperMuffato tem sede comercial em Londrina e que a maior parte dos impostos fica aqui.

Nereu de Londrina disse...

bom dia brasil e primeira hora, dois telejornais para os madrugadeiros.

ô patrício vc é de cambé ou é de londrina?

Iranildo disse...

o super mufato da duque de caxias por exemplo está construido e foi ampliado em cima de nascentes já identificadas por meio de GPS, inclusive a promotoria do meio ambiente e o secretário do meio ambiente sabem disso e nada fazem, os poderosos nunca são punidos.

e esse garoto de recados dos mufato metido a repórter vem querer falar de democracia?