segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Nanicos de costas para a solidariedade

Os grandes e médios jornais do país, acompanhados das maiores emissoras de rádio e televisão, entraram de vez na campanha “SOS Santa Catarina”.
Isso é bom, porque estimula o voluntarismo e aguça o espírito participativo do povo – o brasileiro é, de fato, campeão mundial de solidariedade!
***
Todos os dias esses veículos mostram a triste realidade dos fortes alagamentos e dos impressionantes deslizamentos de terra no Vale do Itajaí, e promovem grandiosas campanhas de ajuda – que felizmente estão dando resultado.
***
Taí um exemplo de responsabilidade social. (Que bom se esses veículos fossem sempre assim...)
***
O que me incomoda, neste momento, é porque a maioria dos pequenos jornais, rádios e TVs regionais não enfatiza o problema e não participa da campanha também. Dizer que não entra porque é pequeno e que não tem grande repercussão, não vale – até porque quando seus contatos comerciais correm atrás de anunciantes o discurso é de que o “veículo está em crescimento” e que ele “tem grande repercussão na praça”.
***
Aqui no Paraná, por exemplo, existe pelo menos um jornaleco por cidade – é ou não é? São os chamados “jornais periódicos” (muitos, aliás, bem periódicos...).
Eles também poderiam contribuir maciçamente abrindo, em suas páginas, generosos espaços à importância do voluntarismo e da solidariedade.
***
Eu, particularmente, tenho acesso a vários desses periódicos diariamente, e são muito poucos aqueles que abraçam a proposta, como fazem os grandes veículos.
Desde quando as chuvas começaram a castigar os catarinenses, quase nenhum nanico se importou.

Nenhum comentário: