segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Enquetes sem valor

Volta e meia a gente vê jornais, rádios, TVs e até internet e blogues publicando enquetes sobre um determinado tema. É uma forma interessante de interatividade e valoriza bastante o veículo, mas será que precisam fazer perguntas descabidas?
***
Veja alguns exemplos de enquete: “O que você acha da CPMF?”, “Você concorda com o aumento dos impostos?”, “O serviço de saúde está satisfatório na cidade?”
***
Hoje de manhã o repórter Marcelo Frazão, da Rádio Paiquerê AM, botou no ar uma matéria de rua perguntando para as pessoas sobre o que acham do aumento das passagens do transporte coletivo urbano em Londrina.
***
Para mim, enquetes deste nível não contribuem muito. É evidente que ninguém vai gostar da CPMF e do aumento de impostos, e vai criticar bastante, de forma passional, o serviço de saúde. O mesmo acontece quando vai aumentar a passagem do ônibus.
Enquetes com tendências a respostas evidentes não enriquecem a informação. Precisa haver polêmica, o contraditório.

Nenhum comentário: