sábado, 10 de janeiro de 2009

Os controvertidos comissionados

Sempre quando se troca um governo começa a correria por cargos comissionados, os chamados “cargos de confiança”. O fato é que, embora controversos e impopulares, os CC são encarados até com naturalidade no meio político – e está acontecendo agora, com as mudanças dos prefeitos e dos vereadores.
***
Mas não tem jeito. Nesta época, a imprensa dita “séria” inicia uma fase de especulações e de críticas ao empreguismo público.
***
Bom, se você é da imprensa, vai uma dica: esqueça os cargos comissionados por uns tempos. Procure, sim, informações sobre os inúmeros conselhos administrativos, financeiros ou fiscais que existem numa administração municipal ou em empresas públicas de uma cidade de porte grande ou médio, como Londrina, por exemplo.
***
O que pouca gente sabe é que muitos desses conselhos remuneram ($) seus membros mensalmente, e apenas para comparecerem em pouquíssimas reuniões. São verdadeiras “mamatas”, que praticamente nada produzem de bom para a sociedade.
***
De parabéns a repórter Janaína Garcia, da Folha de Londrina, que neste dia 10 publicou uma matéria mostrando, en passant, que um conselheiro da Sercomtel ganha R$ 2,9 mil por mês para “trabalhar” naquelas condições.
***
É por aí, colegas. Vão atrás.

Um comentário:

Altair disse...

Boa, Marcelino. Bem lembrado.
Vejo que vc corre pelo caminho certo.