quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

O bote da serpente

Reproduzo, na íntegra, a nota postada pelo blogue do Zé Beto, de Curitiba, que trata de um comentário feito pela nossa “serpente ruiva” Ruth Bolognese, jornalista paranaense de primeira linha.
***
Não vou comentar nada, não precisa. Só vou reproduzir.
Se você é jornalista, leia e pense:

A “Serpente Ruiva” dá o bote

11 fev 2009 - 14:29

Mensagem da jornalista Ruth Bolognese, enviada como comentário, sobre a discussão causada pela demissão de Gladimir Nascimento da rádio Bandnews:

Está na hora desta gente bem informada amadurecer e aceitar que um jornalista não é diferente de qualquer outro torneiro-mecânico da vida: tem que trabalhar muuuuito, seguir a linha do veículo que o patrão determinar e quando quiser ter opinião própria que vá abrir seu próprio jornal. O resto é bobagem de quem acredita que uma reportagem pode mudar o mundo. Necas de Pitibiriba. E se muda é porque faz o jogo de alguém, ou de alguns. O jornalista é um empregado, ô meu!Ou o coleguinha aí, qualquer um, ainda imagina que os grandes nomes da imprensa nacional dizem o que querem e quando querem? Dançam conforme a música, e quando saem do ritmo, dançam de fato.O Gladimir é competente, vai arrumar serviço logo e a vida continua. Sem ilusões, Companheiros!

Nenhum comentário: