sexta-feira, 19 de junho de 2009

Liberdade de expressão

Se pode haver jornalistas sem diplomas, pode haver rádios, tevês e jornais sem registros, tudo em nome da tão badalada LIBERDADE DE EXPRESSÃO. É ou não é?
***
Com a palavra, os juízes do STF.
Com a palavra, a Constituição da República Federativa do Brasil.

3 comentários:

Anônimo disse...

amanhã mesmo vou ver se abro uma rádio pirata.

Ana Canavezi disse...

isso dá o que falar..... pq existem administradores por exemplo tão competentes, sem que tenham cursado administração. eu realmente acredito que no jornalismo seja a mesma coisa. Já vi grandes sociologos por exemplo bem mais preparados para a area de jornalismo do que os proprios jornalistas....

MIRTES disse...

ANTIGAMENTE NÃO PRECISÁVAMOS DE ADVOGADO. EXISTIAM OS DEFENSORES, NADA DE DIPLOMA E DE OAB.
ANTIGAMENTE NÃO EXISTIAM DENTISTAS FORMADOS. TIRADENTES NÃO TINHA DIPLOMA DA FACULDADE DE VILA RICA, HOJE OURO PRETO.
PSIQUIATRA, PSICÓLOGOS, PSICOTERAPEUTAS, NADA DISSO EXISTIA, TUDO SEM DIPLOMA.
ANTIGAMENTE NÃO TINHAM MÉDICOS OU CIRURGIÕES FORMADOS, TINHAM CURANDEIROS. OS ANTIGOS EGÍPCIOS ERAM EXCELENTES CIRURGIÕES, E SEM DIPLOMA...
E O MUNDO CONTINUAVA GIRANDO, NA BOA.
RESUMINDO: O BOM PROFISSIONAL É AQUELE QUE PRECISA APENAS DE DOM E FORÇA DE VONTADE.