terça-feira, 30 de junho de 2009

Vice não vale nada mesmo

Dizem que vice é vice e que “ex” é ex” e não passam disso. Agora, quem é “ex-vice"-prefeito então... não deve ter valor algum. Pelo menos para a imprensa.
É o caso, por exemplo, do empresário londrinense Assad Jannani, que foi o vice do Cheida prefeito (93-96).
E mais: entre outros títulos, Assad já foi presidente da Cohab e da nossa podero$a Sercomtel. De quebra, é irmão do ex-deputado federal José Janene.
***
Mas parece que a grande maioria da mídia local, com pouquíssimas exceções, ignora os seus títulos (ou ex-títulos, como queiram) porque ninguém os menciona quando noticiam o seu depoimento no caso denominado “Operação Gafanhoto”. Só lhe atribuem a expressão “empresário”.
***
Acho que deveriam lembrar os leitores, os ouvintes e os telespectadores sobre alguns dos títulos anteriores do Assad, pois é uma forma importante e legal de enriquecer a matéria. Afinal, ele não é qualquer um, até porque foi com ele, por exemplo, que a Sercomtel iniciou, na prática, o serviço de telefonia móvel - uma das primeiras do país.
***
O empresário Assad Jannani, ex-vice-prefeito de Londrina [a referência poderia ser assim], foi chefe de gabinete do então deputado estadual Barbosa Neto e está sendo inquirido pelo MP para falar sobre a denúncia de que o parlamentar utilizava recursos da Assembleia para pagar despesas pessoais e de suas atividades profissionais.
***
O caso é tão enrolado que Jannani andou se estrilando com os promotores.

Nenhum comentário: