sexta-feira, 31 de julho de 2009

‘MA_noticias’

Engraçado. O “Maranhão Notícias” tem um twitter (http://twitter.com/MA_noticias), cuja sigla, como se percebe, é simplesmente “MA_noticias”.
***
Pelo seu conteúdo, deve ser mais um veículo de comunicação pertencente à Família Sarney. MA_noticias.

Paranoia suína

Olha, esta história da gripe suína ainda vai dar uma boa tese de mestrado ou doutorado em comunicação, daqui uns anos.
A paranoia pública gerada em torno da doença ganha contornos terroristas. Isso mesmo, tem muita gente aterrorizada por aí.
***
Penso que as constantes falhas governamentais na comunicação pública e nos meios de comunicação de massa – como já disse aqui – acabam criando um clima de neurose coletiva. A situação piorou ontem, inclusive com histerias localizadas em algumas cidades, quando o governo e escolas particulares paranaenses anunciaram a suspensão das aulas por dez dias.
***
Pior é quando prefeituras suspendem as aulas nas suas escolas municipais mas depois emitem notas hipócritas à imprensa dizendo que, apesar do fechamento dos estabelecimentos de ensino, não é para o povo ficar com medo...
Como assim? Suspendem as aulas deliberadamente, unilateralmente, da noite para o dia, sem avisar os pais com antecedência, sem ao menos aprofundar o assunto, e ainda não querem que as pessoas fiquem assustadas? Ora, me poupem!

HORA DO RECREIO

video

‘Clássico do Café’ no handebol?

Desde quando Unopar FEL/Sercomtel x Unimed/Maringá é um clássico esportivo? É que saiu uma matéria hoje na Folha de Londrina intitulada “Clássico do Café agita Paranaense de Handebol”.
***
Para ser um clássico é preciso, antes de tudo, que a partida tenha tradição e rivalidade de anos e anos. De décadas.
***
Confesso, porém, que não entendo nada de handebol, não acompanho, não gosto desta modalidade, portanto posso estar enganado. Pode ser que este jogo realmente seja um clássico propriamente dito, de pelo menos 30 anos, como é o jogo LEC x Grêmio Maringá, no futebol.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

"A persistência realiza o impossível."

Provérbio Chinês

Comentário final

Gostei muuuito do comentário final de hoje do programa Jornal da Manhã, da "Rádio Paiquerê AM" de Londrina, que tratou da paranoia causada pela gripe suína. Ouça aqui.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Lá vem o alemão de novo!

Não sei não, mas o retorno do Schumacher no lugar do Felipe Massa não me cheira bem. O cara é muito bom, já provou isso inúmeras vezes, tem um excelente trânsito político dentro da F1 e um ótimo relacionamento dentro da Ferrari.
***
Vai que ele tem uma recaída e goste de pilotar de novo, e comece a ganhar umas corridas pela “vermelhinha” (que está subindo de produção)? Vai que a sua provável obtenção de pontos nas corridas seja muito importante para a equipe no campeonato de construtores (deveras valorizado perante patrocinadores e anunciantes)? Quem teria peito para tirá-lo depois do volante?
***
Por outro lado, Felipe Massa é apenas um grande piloto, não um “craque” como Schummy ou Senna (outro que foi muito influente nos bastidores).
Felipe é gente do bem, competente, capacitado, mas, do meu ponto de vista, sem muita sorte nas pistas – infelizmente perdeu muitas corridas praticamente ganhas (por incompetência da Ferrari, é verdade, mas não importa), e agora leva uma “molada” na cara e justamente de um outro brasileiro.
***
Fórmula 1, por outro lado, é feita de resultados, e justifica-se por causa dos centenas de milhões de dólares investidos.
Este campeonato é “mundial” só no nome, porque na prática é essencialmente europeu – um povo naturalmente frio e calculista, que valoriza muito mais a razão do que a emoção. Portanto, se o alemão heptacampeão (e europeu) conseguir bons resultados nas pistas... não sei não.
***
É apenas uma singela opinião minha. Os comentaristas esportivos poderiam abordar melhor esta questão.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

HORA DO RECREIO

video

Povo confia nos jornalistas

Poucos veículos de comunicação de Londrina se deram conta de uma importante pesquisa realizada no começo do mês e divulgada semana passada, na Rádio Paiquerê AM, pelo Colégio Portinari. O levantamento mostra que os meios de comunicação de massa e os jornalistas estão entre as instituições e as classes mais confiáveis para a população.
***
Achei legal e fiquei um pouquinho orgulhoso. E mais ainda quando soube que uma outra pesquisa, divulgada dia 16 pelo “Jornal Hoje”, da Globo, confirmou basicamente os mesmos resultados, só que a nível de Brasil.
***
Na pesquisa da Portinari, as rádios receberam nota 7,3, numa escala de 0 a 10. As TVs, com 7,0; e jornais e jornalismo, com 6,8, também foram bem pontuados. Todos esses seguimentos só perdem para Família, Bombeiros, Igreja e Correios.
No caso da pesquisa mostrada na Globo, deu Bombeiros (95%), Carteiros (90%), Médicos (82%), Professores (81%) e Jornalistas (79%)
***
Acho que faltou a imprensa divulgar mais esses resultados, até com certo destaque. Nem mesmo os blogues diários atentaram-se para o fato.

***
No caso dos jornalistas especificamente, também achei que pouco se comentou nas rodinhas e nos meios formadores de opinião ligados aos profissionais – ainda mais agora que a categoria está precisando de apoio e anda muito carente emocionalmente, depois de moralmente abalada com o fim da exigência do diploma.
***
Não vejo a divulgação destes números como vaidade ou autopromoção. São fatos, ué?

APS-DOWN pela educação inclusiva

A pedido da Camilla Sartorato, colaboradora do Jornalon e assessora de imprensa da APS-DOWN, divulgamos a nota abaixo:

Aps-Down se mobiliza a favor da Educação Inclusiva

A Associação de Pais e Amigos de Pessoas com Síndrome de Down (APSDOWN Londrina), em parceria com F
ederação Brasileira das Associações de Síndrome de Down (FBASD), solicita o apoio de todos os ativistas, especialistas, associações, entidades, conselhos e grupos para que colaborem com a Mobilização de apoio a Resolução Nº.13 de 2009, com o intuito de garantirmos o direito de todo cidadão de pertencer, aprender e participar da escola, baseando-nos nos princípios da educação inclusiva.

Neste sentido, pedimos que todos se interem a respeito desta Resolução (
disponível aqui) e que também leiam o manifesto da FBASD (disponível aqui).

Para que consigamos ultrapassar mais este obstáculo, necessitamos de uma mobilização pública, já que o tema é do interesse de todos que lutam pela educação de qualidade e acreditam que a educação é um direito inquestionável, indisponível, ou seja, o melhor para os alunos e para toda a sociedade.

Solicitamos, então, que todos enviem o pedido de apoio à homologação da Resolução Nº.13 de 2009, do Conselho Nacional de Educação, ao Ministro Fernando Haddad.
O endereço eletrônico do Ministro Fernando Haddad é:
gm-chefia@mec.gov.br.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Saudades da UNE de ontem

Quem está bancando o “51º Congresso da União Nacional dos Estudantes” que começou hoje em Brasília? É a própria entidade? O evento tem patrocínio público ou privado? O Governo ajuda de alguma forma?
***
Acho que este evento teria que ser bancado pela própria entidade, ou o seu custo ser “rateado” diretamente pelos próprios estudantes. Mas não é bem assim, como mostra uma reportagem da Folha de S. Paulo, publicada hoje.
***
Dá a impressão que a histórica e ex-aguerrida UNE “pelegou” em tempos de lulismo. (Aliás, o presidente da República esteve lá e, por “coincidência”, os protestos contra o amigo Sarney pararam na hora em que ele chegou.)
***
E os estudantes não lembraram que dia desses o Lula abraçou o ex-inimigo (?) Fernando Collor, não lembraram dos cara-pintadas e não querem a CPI da Petrobras, que (outra "coincidência") é um dos patrocinadores do congresso.
***
Este ano, até hoje, a UNE recebeu do Governo saborosos R$ 2,5 milhões. Estranho, não?

HORA DO RECREIO

video

GRIPE SUÍNA / O Leitor Escreve

O Sr. Mário Jorge (não sei quem é) espalhou um e-mail com o teor abaixo. Não sei se os dados são verdadeiros - pode ser que sim, pode ser que não, mas isto não vem ao caso.
***
Penso que, mentira ou não, o texto pode ajudar a abrir as nossas cabeças, ajuda a refletirmos sobre este tema da gripe suína, que assola o mundo menos pela pandemia e mais pela paranoia.
***
Há farto material sobre o assunto na mídia diária. Junte tudo, mais este aqui, e pense, troque ideias com os amigos e familiares.
***
O texto eu reeditei, tirei nomes de empresas, de indústria farmacêutica, de ex-governantes para não estimular intrigas e conspirações. Não é o caso também. O que importa é a essência, o contexto abordado:


PANDEMIA... DE LUCRO...

No mundo, todos os anos morrem dois milhões de pessoas vítimas da malária, que poderia ser prevenida com um simples mosquiteiro. E os jornalistas não dizem nada disso.

No mundo, todos os anos dois milhões de meninos e meninas morrem de diarréia que poderia ser tratada com um soro oral de 25 centavos. E os jornalistas não dizem nada disso.

Sarampo, pneumonia, doenças curáveis com vacinas baratas causam a morte de dez milhões de pessoas no mundo todos os anos. E essas notícias não são divulgadas.

Mas há alguns anos, quando a gripe aviária surgiu, inundaram o mundo de notícias, sinais de alarme. Uma epidemia, a mais perigosa de todas! Uma pan demia! Só foi falado da terrível doença das galinhas...

Porém, o influenza causou a morte de 250 pessoas em todo o mundo. 250 mortos durante 10 anos, para o qual dá uma média de 25 vítimas ano.

A gripe comum mata meio milhão de pessoas todos os anos no mundo. Meio milhão contra 25. Um momento. Então, por quê se armou tanto escândalo com a gripe aviária? Está claro. Porque atrás dessas galinhas havia um "galo", um galo de espora grande. Um laboratório farmacêutico com o seu famoso remédio, vendendo milhões de doses aos países asiáticos.

Embora o tal remédio é de efetividade duvidosa, o governo britânico comprou 14 milhões de doses para prevenir a população deles.


Com a gripe aviária, duas grandes companhias farmacêuticas que vendem esses antivirais obtiveram milhões de dólares de ganância.

Antes com as galinhas e agora com os porcos. Sim, agora a psicose começou com a gripe suína. E os jornalistas do mundo só falam disto.

Eu desejo saber: se atrás das galinhas havia um "galo", atrás desses porcos não haverá um "grande porco"?

Porque indubitavelmente são as multinacionais poderosas que vendem os remédios supostamente milagrosos. E a quanto eles vendem o "milagroso" remédio? 50 dólares a caixa. 50 dólares uma caixa de pastilhas? Que negocião!

Uma companhia norte americana patenteou o tal remédio. O acionista principal desta companhia é um personagem sinistro que já pertenceu ao governo americano.

Os acionistas desses grupos estão se dando as mãos, felizes com as vendas milionárias do duvidoso remédio.

A verdadeira pandemia é o lucro, a enorme ganância destes mercenários da saúde. Se a gripe suína é uma pandemia tão terrível como anunciam os meios de comunicação, se para a Organização Mundial da Saúde (OMS) ela preocupa tanto, por quê não declara isto como um problema de saúde pública mundial e autoriza a fabricação de medicamentos genéricos para a combater?

Mário Jorge

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Será que é por causa do molequinho aí que estamos com gripe suína?

sábado, 11 de julho de 2009

Brasil tem apenas 100 com gripe suína

Vou fazer o que os grandes veículos de comunicação deveriam fazer: divulgar dados realistas sobre a gripe suína.
***
Pelo menos 90% dos pacientes brasileiros infectados pela gripe suína já foram curados. É o que dá a entender o próprio Ministério da Saúde, que centraliza as informações da doença. Hoje, das 1.027 pessoas adoentadas que foram registradas no país desde 8 de maio, pode-se dizer que pelo menos 930 já não têm mais nenhum sintoma e voltaram à sua rotina normal. Na prática, apenas 97 brasileiros ainda têm a doença e estão sob observação e acompanhamento.
Ontem, o MS divulgou que haviam 977 casos confirmados no Brasil no acumulado desde aquela data, mas, desses, “890 já foram curados”. Pelos dados apresentados, o percentual de cura é de 91,1%.
Ainda segundo o Ministério, o ciclo da doença dura sete dias e 99,6% dos casos de H1N1 – a gripe suína – “evoluem” para a cura.
***
Leia mais posts sobre a gripe suína aqui mesmo neste blog.

HORA DO RECREIO

video

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Quanto mais você racionaliza, menos você cria.
Raymond Chandler

PEC do diploma de jornalista

A quem interessar possa:
Saiu hoje na "Agência Câmara", da Câmara dos Deputados:


PEC restabelece exigência de diploma para jornalista

Em resposta à polêmica decisão do Supremo Tribunal Federal de derrubar a exigência de diploma para o exercício do jornalismo, o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) apresentou a Proposta de Emenda à Constituição 386/09, que restabelece a necessidade de curso superior específico para atuar na profissão.


Na opinião do deputado, a decisão do Supremo é equivocada, inclusive quanto à interpretação do artigo 220 da Constituição, que trata da liberdade de expressão. "O dispositivo constitucional não deixa à margem de suas preocupações a necessidade da observância de determinadas qualificações profissionais que a lei estabelecer", afirma.


Pimenta considera que, para ser jornalista, é necessário mais do que o simples hábito da leitura e o exercício da prática profissional. Para o deputado, o jornalista precisa adquirir preceitos técnicos e éticos, necessários para o desempenho de tarefas como entrevistar, noticiar e editar."Evidentemente que o diploma, por si só, não evita a ocorrência de abusos.


Contudo, mais certo é que a ausência de formação técnica e noções de ética profissionais potencializam enormemente a possibilidade de os abusos ocorrerem", diz o deputado.Paulo Pimenta afirma que a exigência de diploma não impede o cidadão de exercer a liberdade de manifestação do pensamento nos veículos de comunicação social no País.


Para ele, o que impede o exercício desse direito é a concentração da mídia em mãos de poucos grupos, a orientação editorial dos veículos de comunicação e a "ditadura dos anunciantes ou do mercado", que não privilegia a informação isenta. Interpretação da ConstituiçãoPara o deputado, a exigência do diploma está de acordo com o dispositivo sobre liberdade de expressão previsto na Constituição.


"Do meu ponto de vista, está claro que o constituinte, quando introduziu na Carta Magna essa redação [sobre liberdade de expressão], imaginou criar um mecanismo que impedisse a volta da censura. E durante todos esses anos, não surgiu nenhuma interpretação jurídica semelhante à do ministro Gilmar Mendes", destaca.


Uma vez que essa interpretação surgiu, o deputando acredita ser necessário deixar claro na Constituição o que quis o constituinte. "São dois conceitos distintos: que fique claro que a exigência do diploma não constitui nenhum embaraço à liberdade de expressão e deve ser condição obrigatória para o exercício profissional do jornalismo", sintetiza.


Tramitação
- Inicialmente, a proposta será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania quanto à
admissibilidade. Se aprovada, será encaminhada a uma comissão especial, criada especificamente para esse fim. Depois, seguirá para o Plenário, onde precisará ser votada em dois turnos.

Íntegra da proposta:- PEC-386/2009

Conheça a tramitação de PECs

HORA DO RECREIO

video

Quase todos saram da gripe suína

Recebi hoje, no twitter, a seguinte mensagem do Ministério da Saúde sobre a gripe suína (H1N1):

"O ciclo da doença dura sete dias. 99,6% dos casos H1N1 evoluem para a cura."

***
Olha, tenho que reconhecer: esse pessoal técnico do Ministério da Saúde tem mostrado um bom serviço! Parabéns!

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Os exageros no Caso ILS

Tem gente da “latinha” que continua exagerando nos comentários quando se trata do ILS do Aeroporto de Londrina, e insiste em dizer que a culpa pelo fato de o aeroporto londrinense ainda não ter o equipamento é dos deputados federais.
***
Não tenho procuração para defender os nossos queridos deputados, mas temos que ser justos: há muito tempo o problema ILS está nas mãos da prefeitura, até antes da época do Cheida, passando depois pelo Belinati, Nedson Micheleti, Padre Roque e, agora, Barbosa Neto.
A prefeitura precisa desapropriar algumas áreas e doá-las à União para que a Infraero possa finalmente providenciar a sua instalação. Sem isso não há nada que os parlamentares possam fazer ou ajudar. A competência é exclusiva do Poder Executivo (leia-se prefeitura).
***
Diante dos fartos escândalos da Capital Federal, criticar os deputados e senadores por qualquer coisa errada que acontece aqui, em Marte, Jupter... caiu na vala comum. É simplista, cômodo demais e, negligentemente, de fácil assimilação na opinião pública.

Problemas da 'administração anterior'

Sempre quando precisa explicar algo problemático que foi gerado antes da sua administração, o prefeito de Londrina Barbosa Neto (PDT) sempre se sai dizendo que o problema ocorreu na “administração anterior”.
***
Pelo caráter insólito de Londrina, que teve três prefeitos nos últimos 12 meses (e corre o risco de ter quatro até o final do ano ou no próximo), é bom esclarecer que a “administração anterior” a que sempre se refere é a de Nedson Micheleti (PT), e não a da curta passagem do Padre Roque (PTB), que foi o seu antecessor imediato.
***
Barbosa tinha que explicar direito, para que a população não fique em dúvida sobre qual passado ele está falando. É o caso, por exemplo, dos problemas ocorridos com o pagamento do pessoal do Programa Saúde da Família (PSF), cujo contrato foi inicialmente firmado pela já antiga administração petista.
***
A imprensa também não se esforça pra esclarecer a opinião pública. Deixa por isso mesmo quando o prefeito dá este tipo de declaração. Falta mais atenção.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

HORA DO RECREIO

video

Ainda sobre a gripe suína

Para corroborar com aquilo que eu sempre falei sobre a gripe suína, segue uma informação que eu “pesquei” agorinha do site da “Folha de S. Paulo”. São informações do próprio Ministério da Saúde e do ministro Temporão:


É isso aí, ministro! Grato pela confirmação. Antes tarde do que nunca! Agora só falta divulgar o número real de "suinogripados".

Chega de sensacionalismo, né gente?

Relatórios do 'Planeta Voluntários'

Recebi o artigo abaixo do Marcio Demari, do “Planeta Voluntários”. Não o conheço, mas achei o texto interessante e possui dados intrigantes (embora eu não os tenha checado). Pelo menos nos serve para reflexão.
Decidi compartilhar com você:

Relatórios da miséria, fome, violência,
Aids, desmatamento no planeta

Fome:
Todos os dias, mais de 850 milhões de pessoas vão se deitar com fome; dentre elas, 300 milhões são crianças. A cada cinco segundos, uma delas morre de fome.
O número de desnutridos nos países em desenvolvimento cresce à razão de quase 5 milhões de pessoas por ano.
Todo ano no Planeta, morrem de fome cerca de 30 milhões de pessoas.

Pobreza:
Entre 55 e 90 milhões de pessoas passarão à condição de pobreza extrema ainda neste ano de 2009, devido à recessão mundial resultante da crise financeira internacional.Mais de 1 Bilhão sofrerá de fome crônica no mundo todo.
Segundo pesquisas, 53,9 milhões de brasileiros são pobres; isso significa que quatro em cada dez brasileiros vivem em miséria absoluta. Entre as 130 Nações que medem a distribuição de renda, o Brasil é o penúltimo colocado; só ganha de Serra Leoa.equivale a 31,7% da população. 21,9 milhões dessa população são muito pobres, ou 12,9% dos brasileiros.

Água Potável:
Globalmente, ao longo das últimas décadas, a quantidade de água potável disponível tem diminuído dramaticamente.
Há 1,6 bilhão de Km³ de água no mundo, mas, o que podemos beber é menos de 1% disso...
A poluição das águas mata hoje 2,2 milhões de pessoas por ano; mais de 75 % da reserva mundial de peixes é sobre-explorada;
E o aumento no nível dos oceanos causado pelo aquecimento global pode deslocar dezenas de milhões de pessoas.
Em 20 anos, mais de 60% da população mundial sofrerão com a escassez de água. Também segundo a ONU, na atualidade, mais de 1,1 bilhão de pessoas não têm acesso a água tratada.

Saneamento:
Quatro em cada 10 pessoas no mundo não têm acesso nem a uma simples latrina de fossa não asséptica, e são obrigadas a defecar a céu aberto.
Aproximadamente 2 em cada 10 pessoas – mais de 1 bilhão de pessoas – não têm nenhuma fonte de água potável segura.
80% das internações hospitalares no mundo são devidas a doenças transmitidas pela água.
Como consequência, 3.900 crianças morrem diariamente em razão desta crise humanitária, totalmente evitável, porém silenciosa.

Habitação:
Atualmente, 900 milhões de pessoas vivem em assentamentos precários (favelas e áreas de risco) em todo o mundo.
A menos que a situação mude substancialmente, 1,5 bilhão de moradores de zonas urbanas serão favelados em 2020,o equivalente à população da China.
O Brasil terá 55 milhões de favelados,o que seria equivalente a 25% da população do país.
Atualmente, quase 1 bilhão de pessoas – um sexto da população mundial – vivem em favelas.

Educação:
O Brasil tem atualmente cerca de 16 milhões de analfabetos, e metade desse número está concentrada em menos de 10% dos municípios do país.
O planeta ainda conta com 780 milhões de analfabetos.
No Brasil existem 16,295 milhões de pessoas incapazes de ler e escrever pelo menos um bilhete simples.
Levando-se em conta o conceito de "analfabeto funcional", que inclui as pessoas com menos de quatro séries de estudo concluídas, o número salta para 33 milhões.

Trabalho Infantil:
Cerca de 2,5 milhões de crianças, entre 5 e 16 anos, trabalham no Brasil, o que o coloca entre os países com os maiores índices de trabalho infantil.
Cerca de 250 milhões de crianças no mundo trabalhando (entre os 5 e 14 anos), mas as estatísticas não são muito seguras, dado que boa parte da exploração é clandestina ou realizada em setores econômicos informais. Na África, uma em cada três crianças é explorada e, na América Latina, uma em cada cinco. A situação em alguns países No Equador, país que encabeça o ranking de trabalho infantil no continente, onde 1 milhão e quinhentos mil menores trabalham nos bananais, fabricação de tijolos e outros.

Aids:
No ano passado a Aids matou 3 milhões de pessoas, e outros 4,1 milhões foram infectados - mais de 8.000 por dia, e a doença hoje infecta 40 milhões, dos quais 25 milhões vivem no continente africano. Além disso, a epidemia deixou órfãos 15 milhões de crianças,
Mais de 500 mil crianças nasceram com o HIV, o vírus causador da Aids, no ano passado.
Entre elas, cerca de 20 mil crianças brasileiras.
O número de mulheres infectadas com vírus HIV aumentou em 44% no país nos últimos dez anos.
O uso de seringas contaminadas mata 1,3 milhão de pessoas por ano no mundo todo.
Somente no Brasil existe atualmente mais de meio milhão de pessoas contaminadas com o vírus da AIDS, mas elas não sabem disso.

Violência:
Segundo a UNESCO, de 60 países analisados, em apenas 06 o número de homicídios é superior ao número de mortes por acidentes de trânsito.Dentre esses está o Brasil e mais três países da América Latina. Em 49 desses países, o número de suicídios é superior ao número de homicídios; dentre as exceções está o Brasil e mais sete países da América Latina. A América Latina é a região onde mais ocorrem homicídios no planeta: 30 mortes para cada grupo de 100.000 pessoas ao ano, o triplo da média mundial.
Da população mundial, o Brasil responde por 11% de todos os homicídios do planeta. É o 2º país que mais mata utilizando armas de fogo, 3º em homicídios contra jovens e 4º colocado em homicídios no geral. O Brasil é o 3º mais violento da América Latina, perdendo somente para a Colômbia e Venezuela.

Aborto:
Estima-se que são feitos 42 milhões de abortos a cada ano em todo o Planeta, e, desses, 20 milhões são ilegais ou executados clandestinamente. Segundo a OMS, abortos inseguros causam por volta de 65.000 a 70.000 mortes maternas a cada ano(1), 99% das quais ocorrendo nos países em desenvolvimento(2).
No Brasil a cada minuto, quase dois abortos clandestinos são realizados . O número é uma estimativa baseada nas internações pós-aborto pelo SUS e aponta que, desde 1999, cerca de 952 mil mulheres interromperam a gravidez por ano no país.

Desmatamento:
Dados divulgados indicam que a Floresta Amazônica perdeu 754,3 quilômetros quadrados de florestas entre novembro de 2008 e janeiro de 2009. A área equivale a metade do município de São Paulo.
O país perdeu um campo de futebol a cada dez minutos na Amazônia, nos últimos 20 anos.
O Brasil é campeão mundial de desmatamento. Em segundo lugar está a Indonésia: 18,7 km2 por ano e, em terceiro, segue o Sudão, com 5,9 km2. As principais causas pelo desmatamento na Amazônia são a retirada de madeira, o cultivo de soja e gado.

Quando olha para o mundo nessa perspectiva, consegue perceber a real necessidade de solidariedade, compreensão e educação?

Nós, do Planeta Voluntários, convidamos você a servir e a apoiar os outros com devoção e compaixão. Começando com a nossa própria transformação pessoal e, mediante serviço, por fazer a diferença, é a forma como nós acreditamos que vamos chegar a essa massa crítica de pessoas que, juntas, emerge como a nova humanidade.

Serviço altruísta surge espontaneamente a partir de apenas compreendendo que somos uma humanidade. Talvez você possa escolher as atividades que podem de alguma forma contribuir para o bem estar dos outros em sua comunidade. Isso poderia ser empenho pessoal voluntariado como ajudar uma pessoa idosa, um orfanato, um abrigo, um hospital, entre outros.
Os valores e os princípios do movimento emergente para uma nova humanidade, e da Aliança, que está a tentar servi-lo, se baseiam no apoio de políticas, as causas e as ações que favoreçam o respeito pela vida, dignidade humana, a liberdade, a sustentabilidade ecológica e a paz.

Faça todo o bem que puder
Por todos os meios que puder
De todas as maneiras que puder.
Em todos os lugares que puder
Todas as horas que puder
Para todas as pessoas que puder
Enquanto você puder.
Faça a Diferença.

Por Marcio Demari
PLANETA VOLUNTÁRIOS
Porque ajudar faz bem!

http://www.planetavoluntarios.com.br

terça-feira, 7 de julho de 2009

Teoria da conspiração

A Organização das Nações Unidas diz que precisa de mais 1 bilhão de dólares para combater a gripe suína, e a maior parte da grana iria para facilitar o acesso às vacinas e aos antivirais a serem destinados aos países pobres.
***
Pergunta: a indústria farmacêutica mundial ganha com isso? Devo pensar que não?

HORA DO RECREIO

video

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Quem pegou a gripe suína pode pegar de novo?

Aos poucos a imprensa vai se dando conta de que a Gripe Suína não é lá essas coisas. As pandemias históricas da humanidade, aliás, mostram que esta gripe é bem “vagabundinha”.
***
A temida “Peste Bubônica”, por exemplo, causada por uma bactéria, matou 75 milhões de pessoas no Século 14 – um terço da população da época.
A também temida Gripe Espanhola, por sua vez, levou pelo menos 50 milhões à morte em 1918.
Já a “temida” Gripe Suína causou, até ontem à noite, apenas 429 mortes ao redor do globo – que tem mais de 6 BILHÕES de almas.
***
No Brasil, de quase 200 milhões de habitantes, haviam até ontem 885 casos confirmados – e apenas uma morte. Mas segundo o próprio ministro da Saúde, José Gomes Temporão, a grande maioria que foi infectada - e identificada desde 8 de maio - já passa bem e muitas já estão até curadas.
***
Acho um erro a autoridade sanitária elevar exponencialmente o número de infectados sem descontar os casos que já não existem mais. O certo era divulgar o “saldo líquido”, sem os ex-gripados.
***
Pior ainda é a imprensa, que de um modo geral não questiona isso. Apenas se passam de “porta-vozes” das autoridades de saúde. Amanhã, pois, veremos que infelizmente o número de infectados vai aumentar, aqui e no mundo.
Quer ver outro exemplo? Quem já pegou a gripe suína e sarou, pode pegar de novo?
Você já viu a resposta desta pergunta em algum jornal, TV, rádio ou internet? Eu procurei e não achei.
***
Liguei para uma amiga do Hospital Universitário daqui de Londrina (que é uma das unidades referências na área) e ela me explicou que quem já teve esta gripe não corre o risco de pegar mais nesta atual onda.
De qualquer forma, é um assunto que precisa ser melhor debatido pelos veículos de comunicação. Há muitas perguntas ainda a serem respondidas.

Para mim, o melhor remédio contra a gripe deveria ser a mídia. Estamos no Século 21, né?
***
Leia mais posts sobre a gripe suína aqui mesmo neste blog.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

A melhor maneira de ser feliz é contribuir para a felicidade dos outros.