segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Espirrou, dançou!

Uma escola particular de Londrina, ligada a um empresário pseudo-moralista, praticou um crime. Dispensou das aulas, por uma semana, uma menina que cometeu o pecado de dar um simples espirrinho na sala.
Ela não estava com gripe nenhuma, nem mesmo com resfriado. Espirrou por espirrar, talvez por simples alergia ou porque aspirou um pouco de pó. Caso bobo.
***
Mesmo assim, a direção do estabelecimento mandou a aluna pra casa e avisou os pais para só trazê-la de volta uma semana depois. Isso aconteceu hoje, logo no primeiro dia de aula depois das “férias forçadas” por causa da gripe suína.
***
É prejuízo para a menina. Prejuízo certo, porque não há o que recupere a autoestima da jovem, sem contar o preconceito que certamente os colegas vão demonstrar, mesmo que veladamente, quando a garota retornar.
***
Acho que os pais deveriam denunciar, mas temem represálias.
Coisas assim também precisam aparecer na imprensa.

Nenhum comentário: