sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Sem esperança

Como de costume, a Globo está no ar com a sua tradicional campanha “Criança Esperança”.
Lá em agosto de 2007 eu já havia postado um comentário fazendo certas observações sobre tal promoção.
***
Acho uma campanha nobre e digna, porém tem alguns vícios que ainda não caíram. E deveriam.
***
1 - Por que temos que pagar para participar desta campanha?
2 - Por que as companhias telefônicas não nos liberam dos custos das ligações para que possamos praticar voluntariamente uma boa ação?
3 - Por que o Governo, que é quem deveria atender BEM todos os cidadãos (para que não precisássemos apelar a campanhas como esta), cobra impostos sobre tais contribuições?
4 - As companhias e operadoras de telefone colaboram diretamente com a campanha?
5 - O Governo também faz as suas doações?
***
Pois é, quase ninguém percebe, mas para doar um determinado valor para o “Criança Esperança” o sujeito paga na fatura R$ 0,27 por ligação (por ligação!) se for de um telefone fixo; e R$ 0,50 se for de um celular, isso sem contar os impostos. Um absurdo!
Agora, faça as contas em cima de tudo o que se arrecada, e você vai ver que a aferição pode ser milhardária.

PS: E vem aí a nova CPMF...

Nenhum comentário: