sábado, 1 de maio de 2010

Cuidado com a libertinagem de expressão

Ano eleitoral é o ano dos blogues terroristas, que mais prestam desserviço do que serviço. Muitos pseudoblogueiros se passam por jornalistas para servirem a interesses eleitoreiros, e quando se sentem ameaçados ou criticados evocam a decantada “liberdade de expressão” – que, nestes casos, traveste-se de “libertinagem de expressão”.
***
Com o advento do sempre crescente meio eletrônico e das inúmeras redes sociais da internet, a comunicação social ingressou numa séria crise existencial. Alguma ferramenta, eletrônica ou não, precisa se implementada para se exigir o mínimo de responsabilidade dos proprietários e dos editores destas mídias, sob pena de enveredarmos no suspeitíssimo buraco da contrainformação delinquente. (Se você me perguntar o que pode ser feito, não saberei te responder neste momento. Ainda estou formando opinião)
***
Há um projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados, assinada por Gerson Peres (PP-PA), que pode ser usado como marco desta discussão. Será, quem sabe, uma boa oportunidade para um amplo debate a respeito do uso dos blogues como meio de comunicação. É o fórum adequado. Espero que o deputado autor possa oportunamente promover uma importantíssima audiência pública a respeito antes de sua votação em plenário.
***
De qualquer forma, qualquer que seja a lei brasileira ou internacional que tente responsabilizar os blogueiros, ela não deve ter conotação de censura ou de perseguição política ou intelectual. Isto é primordial para a verdadeira e imperativa liberdade de expressão.

Nenhum comentário: